Reserva Nacional de Marromeu

A Reserva Nacional de Marromeu, foi criada pelo Diploma Legislativo n.º 1982 de 8 de Junho de 1960, com a finalidade de proteger uma das maiores populações de búfalos do mundo. Ocupa uma área de 1.560 km2 localizada no distrito de Marromeu, província de Sofala. Esta circunda-se pelas Coutadas Oficias n.º 10, 11, 12 e 14, daí que a região é normalmente designada por complexo de Marromeu. A Reserva Marromeu protege a maior população de Búfalos, sendo a área húmida do país ao logo delta do rio Zambeze.

Reserva Nacional do Niassa

Criada em 1954 com o objectivo de proteger a vida selvagem, principalmente os  elefantes que residem dentro das suas fronteiras. Está localizada em Niassa, cobre aproximadamente 42.000 km² e representa não apenas uma das mais remotas, mais também a maior área de conservação do País. A Reserva compreende cerca de 1/3 da Província do Niassa e uma parte da Província de Cabo Delgado, cobrindo oito distritos, incluindo a totalidade do Distrito de Mecula e uma grande parte do Distrito de Mavago. Possui uma rica fauna, composta essencialmente por elefante, boi-cavalo, leão, zebra, búfalo, porco do mato elande imbabala, pala- pala, chango, facocero, inhacosso, cudo cabritos, gondonda, impala, répteis, hipopótamo, hiena malhada, crocodilos, aves, peixes etc.


 

Parque Nacional do Bazaruto

O Parque Nacional do Bazaruto (PNB), um dos maiores espaços de protecção marinha em Moçambique, localiza-se na província de Inhambane, na costa dos Distritos de Vilanculos e Inhassoro. O parque  em funcionamento desde 1971, foi proclamado para proteger dugongos, tartarugas marinhas e seus habitats. incluindo a vegetação das ilhas, os recifes de corais, as aves aquáticas e toda a fauna do parque.

Engloba uma extensa parte marinha e as 5 ilhas do arquipélago, ocupando uma área de 1.430 km2. O arquipélago reveste-se de uma grande importância ecológica, pois alberga a maior população de dugongos existentes na costa oeste do Oceano Indico, estimada em mais de 150 indivíduos em Dezembro de 2006. Gerido pela Administracção Nacional de Áreas de Conservação, Entidade tutelada pelo Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, em colaboração com o World Wildlife Fund e do Endangered Wildlife Trust.

 

Boletim Informativo

Assine a newsletter do Visitmozambique e receba as principais notícias sobre Turismo por e-mail.